Inaugurada na sede da Unasul sala em honra ao Prêmio Nobel Pablo Neruda

Quito, 23 set (EFE).- O secretário-geral da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), Ernesto Samper, inaugurou nesta sexta-feira na sede da organização, na capital equatoriana, uma sala em honra ao Prêmio Nobel de Literatura chileno Pablo Neruda, ao se completar o 43º aniversário da morte do poeta.

"Trata-se de uma homenagem da Unasul a um dos grandes poetas universais", segundo a organização sul-americana, que a partir de hoje chamará de "Pablo Neruda" o salão principal de eventos da sede.

O espaço multipropósito, com mil metros quadrados de área, tem como finalidade abrigar os trabalhos da União, e se transformar em "uma área de referência cultural do Equador e das nações que formam o organismo", disse.

No salão ficará um retrato de Neruda, desenhado e fabricado em Santiago do Chile. É de aço queimado e coberto em cobre, de três metros quadrados e quase 400 quilos de peso.

A imagem traz o retrato mais representativo do poeta, com sua boina e seu olhar perdido, como que dizendo: "Estou olhando, ouvindo, com a metade da alma no mar e a metade da alma na terra, e com as duas metades da alma olho o mundo", detalhou a Embaixada do Chile no Equador em comunicado.

Na metade do salão, ficará também gravado o poema "América, não invoco teu nome em vão", da mesma forma que vários poemas impressos nas colunas centrais do salão, que complementarão a exibição sobre a vida e obra do poeta, Nobel de Literatura em 1971.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos