Papa pede diálogo em cerimônia com familiares de vítimas do atentado de Nice

Cidade do Vaticano, 24 set (EFE).- O papa Francisco pediu neste sábado "diálogo sincero" em uma cerimônia com familiares das vítimas do atentado terrorista de Nice, no sul da França, em julho.

"Estabelecer um diálogo sincero e relações fraternais entre todos, especialmente entre os que acreditam em um Deus único e misericordioso, é uma prioridade urgente", disse o pontífice.

Francisco pediu que os responsáveis, sejam eles políticos ou religiosos, atendam a essa prioridade na cerimônia que reuniu dezenas de pessoas, algumas delas muçulmanas, assim como um terço das vítimas do atentado, em ato realizado no Vaticano.

"Quando a tentação de responder o ódio com ódio e à violência com violência é grande, é preciso uma autêntica conversão do coração", disse o pontífice.

Mohammed Lahouiej Bouhlel, um tunisiano de 31 anos, atropelou centenas de pessoas que se reuniam na orla de Nice para celebrar a festa nacional da França no dia 14 de julho deste ano. Ele morreu após a ação da polícia, mas conseguiu matar 84 pessoas.

O atentado foi reivindicado pelo Estado Islâmico (EI).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos