Grupo armado sequestra 3 trabalhadores da Acnur no Sudão

Cartum, 28 nov (EFE).- Um grupo armado sequestrou dois funcionários nepaleses e outro sudanês do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) em Darfur, informaram as autoridades locais nesta segunda-feira.

Um porta-voz do governo explicou aos jornalistas que os três funcionários foram sequestrados ontem no oeste de Darfur, na fronteira com o Chade. As vítimas, que trabalham para o escritório do Acnur em Geneina, capital de Darfur, foram interceptadas por homens armados quando retornavam de um trabalho fora da cidade.

"O grupo os colocou em um veículo 4x4 e os levou a um lugar desconhecido", revelou o porta-voz.

Testemunhas disseram à Agência Efe que o sequestro aconteceu na tarde de domingo no centro de Geneina, a poucos metros das sedes do Governo provincial e da Polícia. Conforme relataram, seis homens armados obrigaram os três trabalhadores, que vinham do campo de refugiados de Um Shalaya, a descer do carro em que estavam e a subir na caminhonete.

Segundo o porta-voz, o governo já adotou medidas de segurança para investigar o fato e capturar os sequestradores o mais rápido possível. Conforme disse, a administração local tem capacidade para esclarecer o assunto, devido a grande experiência em tratar situações como esta, "feitas geralmente por grupos para conseguir objetivos pessoais".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos