Caça russo mata 3 soldados turcos e fere outros 11 na Síria

Em Istambul

  • Adem Altan/AFP

    Militares carregam o caixão de um dos cinco soldados turcos mortos em ataque do Estado Islâmico na cidade síria de Al-Bab, em Ancara (Turquia)

    Militares carregam o caixão de um dos cinco soldados turcos mortos em ataque do Estado Islâmico na cidade síria de Al-Bab, em Ancara (Turquia)

As Forças Armadas da Turquia asseguraram nesta quinta-feira que um avião de combate russo matou três soldados turcos e feriu outros 11 em um bombardeio esta manhã no norte da Síria.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ligou para seu colega turco, Recep Tayyip Erdogan, para expressar suas condolências.

"Durante uma missão contra alvos do Estado Islâmico, um caça da Federação Russa bombardeou um edifício no qual estavam membros das Forças Armadas turcas, matando três deles e deixando outros 11 feridos, um deles de forma grave", informa o comunicado da cúpula militar turca.

O texto não especifica o local do incidente e apenas esclarece que foi "na zona da operação Escudo de Eufrates", em referência ao noroeste da Síria, onde as forças turcas combatem o EI desde agosto.

O Kremlin, no entanto, assinalou que os militares turcos morreram "durante uma operação conjunta para a libertação de Al Bab", um bastião do EI que as forças turcas assediam desde o início de dezembro.

Ainda não se sabe se há uma relação entre este ataque aéreo e a morte de cinco soldados turcos em combates nesta quinta-feira com o Estado Islâmico nos arredores da cidade de Al Bab. No entanto, vários veículos de imprensa turcos dão como certo que se trata do mesmo incidente.

O jornal "Hürriyet" corrigiu o número de baixas nas fileiras turcas na operação Escudo de Eufrates para um total são 64 vítimas desde agosto, três a menos do que o registrado hoje.

O resgate dos militares, soterrados nos escombros do edifício bombardeado, durou toda a manhã e o primeiro corpo foi levado em helicóptero à Turquia, segundo o periódico.

Outros dois corpos foram resgatados em seguida, acrescenta o jornal.

"As autoridades russas assinalaram que se trata de um acidente e expressaram sua tristeza e suas condolências. Ambas as partes continuam investigando o caso", acrescenta a nota militar da Turquia.

Os combates nos arredores de Al Bab, cidade situada a 30 quilômetros ao sul da fronteira turca, diminuíram a partir da noite da última terça-feira. Ontem, cinco soldados turcos morreram em enfrentamentos com a milícia jihadista.

Segundo porta-vozes de Ancara, as tropas turcas já conseguiram acessar no centro da cidade, mas os enfrentamentos continuam. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos