EUA pedem que Rússia respeite "imediatamente" cessar-fogo na Ucrânia

Washington, 26 fev (EFE).- O Departamento de Estado dos Estados Unidos pediu neste domingo que Moscou e os separatistas pró-Rússia do leste da Ucrânia respeitem "imediatamente" o cessar-fogo, retirem todas as armas pesadas e permitam o acesso aos observadores da Organização para a Segurança e a Cooperação em Europa (OSCE),

"Fazemos um pedido à Rússia e às forças separatistas para que respeitem imediatamente o cessar-fogo, retirem todas as armas pesadas e permitam um acesso pleno e sem restrições aos observadores da OSCE", disse em comunicado o porta-voz interino do Departamento de Estado, Mark Toner.

Os EUA também condenaram o ataque da última sexta-feira das forças separatistas russas contra um grupo de observadores da OSCE que se encontravam no norte da cidade de Donetsk.

"Os Estados Unidos estão monitorando de perto a crescente violência no leste da Ucrânia das últimas semanas e o contínuo fracasso das forças separatistas russas em respeitar o cessar-fogo firmado nos acordos de Minsk", acrescentou o porta-voz em seu comunicado.

Este mês, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, se mostrou "preocupado" com o papel da Rússia na escalada da violência no leste da Ucrânia. Contudo, deixou aberta a possibilidade de suspender as sanções impostas a Moscou, apesar das violações ao cessar-fogo.

Trump ressaltou sua vontade de cooperar com a Rússia na luta contra o Estado Islâmico (EI), e em janeiro sugeriu que poderia pôr fim às sanções contra Moscou pela ingerência na Ucrânia em troca de um novo corte nos arsenais nucleares de ambos os países.

Essa ambiguidade levou a França e a Alemanha, que também impuseram sanções à Rússia dentro da União Europeia (UE), a lembrarem que a suspensão das restrições só deve acontecer quando houver progressos russos no cumprimento dos acordos de Minsk sobre o conflito no leste da Ucrânia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos