Governador de Nova York declara estado de emergência por nevasca

Nova York

  • Timothy Clary/AFP

    Homem olha o telefone em meio à neve em Wall Street, Nova York

    Homem olha o telefone em meio à neve em Wall Street, Nova York

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, declarou nesta segunda-feira o estado de emergência na região devido a uma forte tempestade de neve esperada para as próximas horas.

"Para garantir que os governos locais tenham os recursos e o apoio que necessitam para se preparar e responder rapidamente à iminente tempestade invernal, está declarado um estado de emergência em nível estadual", informou Cuomo em comunicado oficial.

A ordem afeta os 62 condados do estado, incluindo a cidade de Nova York e seus arredores. O governador também anunciou que os funcionários públicos não essenciais que vivem em zonas impactadas pela nevasca poderão ficar em casa.

O comunicado informa sobre restrições nos sistemas de transporte público da cidade de Nova York e seus subúrbios.

O metrô de Nova York, usado por milhões de pessoas diariamente, funcionará sem restrições nas vias subterrâneas, mas terá o serviço cortado nos trechos ao ar livre.

O estado de emergência permite às autoridades civis prerrogativas especiais para fazer frente a calamidades públicas ou atividades que exijam medidas de segurança extraordinárias.

Cuomo pediu aos cidadãos de Nova York que se mantenham informados, "evitem viagens desnecessárias e, quando for possível, saiam cedo do trabalho hoje (segunda-feira) porque a nevasca deve começar nesta mesma noite".

As neves mais fortes podem chegar a alcançar os 61 centímetros, e na manhã de terça-feira a neve cairá com um volume de cinco a sete centímetros por hora.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos