Capacetes Brancos denunciam morte de 8 de seus voluntários na Síria

No Cairo

  • Monhamad Abazeed/AF Photo

    Capacetes brancos removem vítima de cratera após ter casa bombardeada em Daraa

    Capacetes brancos removem vítima de cratera após ter casa bombardeada em Daraa

A Defesa Civil Síria, que se dedica a trabalhos de resgate em áreas fora do controle das autoridades no país, denunciou a morte de oito de seus voluntários em um ataque contra um de seus centros na província central de Hama.

Em um comunicado, publicado nas últimas horas, os também chamados Capacetes Brancos disseram que seu centro de Kafr Zita, no norte de Hama, foi bombardeado no sábado por aviões que não se sabe se eram do governo sírio ou da Rússia.

O local foi atacado ao meio-dia com bombas sísmicas que destruíram o refúgio subterrâneo onde tinha se refugiado a equipe de oito pessoas da Defesa Civil.

A nota denúncia que a região foi bombardeada depois durante horas, o que impediu que as vítimas fossem resgatadas de imediato.

Esse mesmo dia, mas às 21h (horário local, 15h em Brasília), foi alvo de outro bombardeio outra unidade da Defesa Civil nos arredores de Kafr Zita, que ficou fora de serviço.

A Defesa Civil lembrou que pelo menos 185 de seus membros morreram na Síria desde o início do conflito em março de 2011.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos