Mulher conhecida pela imprensa como "Rainha da maconha" volta à Austrália

Sidney (Austrália), 28 mai (EFE).- A popular terapeuta australiana Schapelle Corby retornou hoje ao seu país após uma condenação por tráfego de drogas na Indonésia que lhe valeu o título na imprensa local de "rainha da maconha".

Corby foi detida em 2004 no aeroporto de Bali em poder de 4,2 quilogramas de erva, e sentenciada em 2005 por narcotráfico.

Após a condenação, a cidadã australiana cumpriu no país asiático nove anos de prisão e três de liberdade vigiada.

Corby, de 39 anos e que sempre se declarou inocente e alegou que alguém pôs a droga na sua bagagem contra sua vontade, era considerada a australiana mais famosa que cumpria uma pena por tráfico de drogas no estrangeiro.

O retorno dela à cidade de Brisbane, no leste da Austrália e onde chegou de madrugada, foi rodeado de fortes medidas de segurança perante a expectativa que a notícia despertaria na opinião pública australiana. EFE

aut/ma

(foto)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos