Polícia iraquiana mata líder do EI quando tentava fugir por rio

Mossul (Iraque), 24 jun (EFE).- Um "líder destacado" do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) e seu "assistente" foram mortos pela polícia do Iraque, quando tentavam fugir para o leste da cidade de Mossul, pelo rio Tigre, informou neste sábado à Agência Efe uma fonte policial.

Uma unidade do corpo matou um "líder destacado" do EI, que foi identificado como Yasem Mohamed Aaqul, e a um dos seus "assistentes", quando cruzavam o rio Tigre - que divide a cidade em dois - em uma barca, assegurou o chefe da Polícia da província de Nínive, o general de brigada, Wasiq al Hamdani.

Os jihadistas se dirigiam para a zona liberada de Yarmaga, situada no sudeste da cidade de Mossul, e foram encontrados graças ao trabalho da Inteligência iraquiana.

Al Hamdani disse que detectaram "dezenas de casos" de jihadistas que estão fugindo do oeste de Mossul, onde se concentra a última fase da ofensiva para expulsar definitivamente os radicais do que foi o seu principal feudo no Iraque.

As forças iraquianas controlam agora "a mesma superfície" que ocupa atualmente o EI na cidade velha, o último reduto dos extremistas na região, disse ontem, o comandante das Forças Antiterroristas, Maan al Saadi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos