Morre homem resgatado no sábado na Costa Rica após ficar 20 horas soterrado

San José, 26 jun (EFE).- Minor Pérez, o operador de equipamentos pesados que foi resgatado no sábado na Costa Rica após ficar 20 horas soterrado devido a um deslizamento, faleceu nesta segunda-feira devido às graves lesões que sofreu, especialmente nas extremidades e em um rim.

O hospital onde Pérez estava internado, na capital do país, San José, informou que ele faleceu na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), onde estava em estado crítico por causa da amputação das pernas e inflamações em um rim causadas pela Síndrome de Esmagamento.

Equipes da Cruz Vermelha e dos Bombeiros resgataram Pérez com vida 20 horas após 15.000 metros cúbicos de terra e rochas de uma pedreira onde ele trabalhava com uma escavadora em La Garita, provincia de Alajuela, no centro do país.

No domingo, os médicos tiveram que amputar as pernas de Pérez na altura do joelho e trabalharam no tratamento das lesões no rim e em outros órgãos.

"Quando se fica em uma posição rígida por muito tempo e sem boa circulação, os músculos liberam uma série de substâncias no momento em que o corpo é libertado. O processo inflamatório é tão intenso que afeta todos os órgãos", explicou à rede de televisão "Canal 6" o diretor do hospital, Douglas Montero.

Pérez, um experiente operador de máquinas pesadas de 49 anos, ficou preso na cabine da máquina, e seu resgate com vida foi considerado um milagre. Ele conseguiu se comunicar a gritos com os socorristas durante parte do resgate e conversou com sua esposa.

No sábado, o presidente do país, Luis Guillermo Solís, parabenizou os socorristas pelo trabalho e enviou palavras de ânimo a Pérez.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos