Contra Constituinte, opositores tentam bloquear ruas da Venezuela por 6 horas

Caracas, 4 jul (EFE).- A Mesa da Unidade Democrática (MUD), principal aliança de oposição na Venezuela, bloqueou nesta terça-feira dezenas de ruas de várias cidades do país para protestar contra a Assembleia Constituinte proposta pelo governo do presidente Nicolás Maduro.

Batizado de "Bloqueio Nacional contra a Ditadura", o protesto começou às 12h locais (13h em Brasília) e terá seis horas de duração, a maior manifestação feita pela MUD desde o início dos protestos contra o governo há três meses.

A Agência Efe pôde constatar que dezenas de ruas e avenidas estão bloqueadas por pessoas no leste e no oeste de Caracas. Elas levam bandeiras e cartazes contra Maduro e a Constituinte.

Através das redes sociais, vários líderes da oposição publicaram fotos desses bloqueios em outros estados do país, como em Zulia, Carabobo, Bolívar e Nova Esparta.

O partido Vontade Popular, fundado pelo opositor preso Leopoldo López, informou em comunicado que uma vereadora ficou ferida em um protesto. "Ela recebeu uma forte pancada na cabeça quando caiu no chão, visivelmente afetada pelo gás lacrimogêneo", indicou.

As manifestações iniciadas no país em abril já deixaram 90 mortos, segundo dados atualizados divulgados hoje pela procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega Díaz.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos