Ministro britânico diz que Estado "faliu" moradores de edifício incendiado

Londres, 4 jul (EFE).- O ministro de Comunidades e Governo Local do Reino Unido, Sajid Javid, admitiu nesta terça-feira que "o Estado faliu" os moradores da torre Grenfell de Londres e disse que o incêndio de 14 de junho, que causou 80 mortos, "jamais deveria ter acontecido".

Em um discurso perante representantes de municípios em Birmingham, Javid afirmou que "no Reino Unido, em 2017, o incêndio de Grenfell simplesmente não deveria ter sido possível".

O ministro reconheceu que, além do grave impacto do fogo, causado por uma geladeira com defeito e que se espalhou rapidamente por conta de um revestimento inflamável, "houve erros" na gestão das consequências, que causaram "sofrimento desnecessário aos moradores".

Javid prometeu que a investigação pública do incidente ordenada pelo governo "chegará ao fundo do assunto", e adiantou que pode ter ocorrido "erros de pessoas, erros de organizações e erros da política pública em todos os níveis que datam de décadas atrás".

As declarações do ministro chegam em meio às críticas dos moradores e da oposição política ao juiz aposentado escolhido para presidir a investigação, "Sir" Martin Moore-Bick, acusado de falta de empatia com as vítimas.

Além disso, os advogados dos afetados lamentam que o governo da primeira-ministra, Theresa May, não tenha oferecido moradia alternativa apropriada, como prometeu, e sim alojamento provisório que geralmente não se ajusta às suas necessidades.

O incidente na torre de 24 andares localizada no oeste de Londres obrigou a revisão das medidas de prevenção de incêndios em cerca de 600 prédios de propriedade municipal similar e outros edifícios públicos em todo o Reino Unido, entre os quais mais de cem não preencheram os requisitos básicos de segurança.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos