Grupo armado sequestra 50 pessoas no norte da Síria

Beirute, 28 jul (EFE).- Meia centena de homens e jovens foram sequestrados por um grupo armado dos povoados de maioria xiita de Nubul e Zahra, na província de Aleppo, onde já começaram negociações para sua libertação, informou nesta sexta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG afirmou que dezenas de civis que viajavam em um ônibus do norte de Aleppo à província vizinha de Idlib, controlada quase totalmente por facções islâmicas, foram interceptados por homens armados em sua passagem por esses dois povoados, que estão em poder de soldados e milícias governamentais.

As mulheres foram liberadas, mas os homens continuam retidos.

Os sequestradores exigem a uma facção que opera na localidade de Azaz, em mãos de grupos opositores, e também no norte de Alepo, a entrega de um jovem sírio tomado como refém na área.

O jovem, que residia na Europa, tinha voltado à Síria através da fronteira com a Turquia quando foi capturado, e é membro de uma das famílias dos sequestradores de Nubul e Zahra.

Por sua parte, o grupo que mantém esse jovem como refém pede a libertação de quatro combatentes em poder das autoridades sírias, que ainda não responderam esta exigência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos