Militares impedem procuradora venezuelana de entrar no Ministério Público

Caracas, 5 ago (EFE).- Um grupo de agentes da Guarda Nacional Bolivariana da Venezuela (GNB) impediu neste sábado a entrada da procuradora-geral do país, Luisa Ortega Díaz, à sede do Ministério Público (MP), pouco antes de ela ser cassada do cargo pela recém-empossada Assembleia Constituinte.

Opositora do governo de Nicolás Maduro, Ortega deixou o local após ser obrigada a se retirar poucos minutos antes de a Assembleia aprovar por unanimidade sua destituição e proibi-la de exercer qualquer cargo público.

A destituição da procuradora era um dos compromissos da base do governo à frente da Assembleia Constituinte desde que ela se distanciou do governo e começou a abrir procedimentos contra funcionários do alto escalão por diversos crimes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos