PUBLICIDADE
Topo

Maior refinaria de petróleo dos EUA fecha por causa da tempestade Harvey

30/08/2017 12h06

Washington, 30 ago (EFE).- A Motiva Enterprises anunciou nesta quarta-feira o fechamento da refinaria de petróleo da empresa que opera na cidade de Port Arthur, no Texas, a maior dos Estados Unidos, devido aos efeitos devastadores causados pela tempestade tropical Harvey no estado.

De capital saudita, a Motiva se une a outras refinarias do Golfo do México que tiveram que suspender suas operações devido às inundações provocadas pelo Harvey. Entre as que também fecharam está uma refinaria da ExxonMobil em Baytown, a segunda maior do país.

A Motiva informou em comunicado que o fechamento da refinaria em Port Arthur, que processa 603 mil barris de petróleo por dia, começou às 5h de hoje (horário local, 7h em Brasília), em resposta às "crescentes inundações" registradas na região.

A refinaria da ExxonMobil também fechada, responsável por processar 560 mil barris por dia, está na região de Houston, a mais afetada pelas chuvas provocadas pela tempestade.

Harvey entrou no Texas na noite de sexta-feira como um forte furacão de categoria 4, mas perdeu força e se tornou uma tempestade tropical. No entanto, o fenômeno provocou "inundações sem precedentes" no Texas, segundo o presidente dos EUA, Donald Trump, e deixou mais de 20 mortos e 17 mil desabrigados. Agora, a tempestade se deslocou e chegou ao estado da Louisiana.

Apesar de a Motiva ter sua sede principal em Houston, no epicentro das inundações, a refinaria de Port Arthur está perto das divisas entre Texas e Louisiana, que é a região mais afetada atualmente pela tempestade tropical.

Propriedade da petroleira estatal saudita Saudi Aramco, a Motiva Entreprises anunciou que a refinaria permanecerá fechada até que o nível de água seja reduzido em Port Arthur, que está quase totalmente alegada segundo o prefeito Derrick Freeman.

"Nossa prioridade segue sendo a segurança dos nossos empregados e de nossa comunidade", indicou no comunicado.

A Motiva, que vinha reduzindo gradualmente a quantidade de barris refinados desde a chegada do Harvey, já tinha anunciado ontem que estava operando em 40% de sua capacidade.

Até o momento, o número de refinarias que tiveram que fechar por causa da passagem da tempestade tropical pelo Texas chega a 12. Com isso, calcula-se que a capacidade de refinamento caiu em cerca de 3 milhões de barris diários, equivalente a 20% do total dos EUA.

No entanto, já há refinarias do oeste da costa do Texas, de onde o ciclone já se afastou, que anunciaram planos de retomar as produções nos próximos dias.