Governo britânico investiga conduta de secretário de Comércio com secretária

Londres, 29 out (EFE).- O governo do Reino Unido ordenou neste domingo uma investigação interna sobre acusações de conduta sexual inadequada contra o secretário de Estado de Comércio Internacional, Mark Garnier, feitas por uma ex-secretária.

Uma antiga secretária de Garnier, responsável pela área de Investimentos no Ministério de Comércio Internacional, relatou ao tabloide "The Mail on Sunday" que o funcionário lhe obrigou a comprar brinquedos sexuais e lhe falou expressões obscenas.

O secretário de Estado admitiu ao jornal as acusações, embora tenha negado que possam constituir "assédio sexual".

Nesse sentido, a primeira-ministra britânica, Theresa May, se dirigirá ao presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, para abordar estratégias a fim de modificar a "cultura" em Westminster sobre comportamentos sexuais, segundo antecipou o ministro de Saúde, Jeremy Hunt.

Na sexta-feira passada, um porta-voz de Downing Street, escritório oficial de May, expressou a preocupação no Executivo pelas informações jornalísticas que apontam que funcionárias do parlamento britânico elaboraram uma lista de supostos abusos sexuais cometidos por políticos e altos cargos.

Esse porta-voz ressaltou que "qualquer informação sobre ataques sexuais é profundamente preocupante" e afirmou que as possíveis medidas serão tomadas quando essas supostas alegações "saírem à luz".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos