MSF encerra suas atividades no sudeste da República Centro-Africana

Genebra, 22 nov (EFE).- A organização internacional de ajuda humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF) encerrou suas atividades em Bangassou, no sudeste da República Centro-Africana, e evacuou da cidade todo o seu pessoal, que teve suas vidas ameaçadas em um assalto à mão armada na noite passada.

"Tínhamos a vontade e os meios para permanecer nesta região - majoritariamente sob controle de grupos armados filiados às facções anti-Balaka - mas não podemos pôr as vidas de nosso pessoal em risco quando as estruturas médicas nas quais trabalhamos estão ameaçadas", disse em comunicado o diretor da MSF no país, Frédéric Lai Manantsoa.

Na região de Bangassou, onde até o momento trabalhavam 58 pessoas da MSF, meio milhão de habitantes dependem quase que totalmente dos serviços da organização médica para receber assistência de saúde.

Segundo a MSF, depois dos ataques, a maioria de centros médicos da região que não contam com o apoio da organização ficou vazia, sem equipes, sem remédios e sem as provisões médicos mais básicas.

A organização informou que 30 crianças menores de cinco anos em terapia intensiva no hospital de Bangassou não poderão ser atendidas por médicos nem enfermeiras, assim como os 26 pacientes que precisam de intervenção cirúrgica urgente.

"As únicas testemunhas do que está acontecendo no local são as tropas das Nações Unidas e alguns missionários. A população de Bangassou começa a fugir da cidade, inclusive doentes em estado crítico", afirmou Manantsoa.

"Uma organização internacional como a nossa deveria permanecer na região o máximo de tempo possível, deixar a população abandonada é algo difícil de assumir, já que não podemos ajudar em uma das crises humanitárias mais graves do mundo em consequência dos ataques a nosso pessoal", concluiu.

A Médicos Sem Fronteiras trabalha na República Centro-Africana desde 1997 e continua trabalhando em 10 localidades do país oferecendo assistência médica à população em Bria, Bambari, Alindao, Batangafo, Kabo, Bossangoa, Boguila, Paoua, Carnot e Bangui.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos