Palestino morre após confronto com Exército israelense em Gaza

Jerusalém, 30 dic (EFE).- Um jovem palestino morreu neste sábado por causa dos ferimentos sofridos ontem em confrontos com soldados de Israel perto da fronteira da Faixa de Gaza, durante as manifestações contra a decisão dos Estados Unidos de declarar Jerusalém capital de Israel.

Jamal Mohamed Musleh de 20 anos e originário da localidade central de Al Maghazi, morreu após ser internada na sexta-feira por causa das lesões que sofreu no campo de refugiados de Al Bureij, informou o Ministério da Saúde palestino.

Pelo menos 50 pessoas, cinco em estado crítico, ficaram feridas ontem por munição real quando os palestinos, convocados para uma sexta-feira da ira contra a declaração dos EUA, se aproximaram da fronteira com Israel e enfrentaram o Exército.

Desde o dia 6 de dezembro, quando o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou sua posição sobre o status de Jerusalém, cuja parte oriental palestina está ocupada desde 1967, e a transferência da embaixada de Tel Aviv, 16 palestinos morreram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos