Escritora americana Ursula K. Le Guin morre aos 88 anos

Washington, 24 jan (EFE).- A escritora americana Ursula K. Le Guin, aclamada por suas histórias de fantasia e ficção científica, morreu na terça-feira, aos 88 anos, na sua casa localizada em Portland (Oregon), de acordo com informações divulgadas pela sua família hoje, através das redes sociais.

Autora de "A Mão Esquerda da Escuridão" (1969) ou da série de fantasia "Ciclo de Terramar", traduzida para mais de 40 idiomas, Le Guin foi definida como "a melhor escritora de ficção científica dos Estados Unidos" pelo jornal "The New York Times" em 2016.

O escritor americano Stephen King lembrou-se dela como "uma das grandes", considerou que não foi "apenas uma escritora de ficção científica", mas "um ícone literário" e lhe desejou "boa sorte na galáxia", na sua conta do Twitter.

O trabalho de Ursula K. Le Guin foi influenciada pelo feminismo, antropologia, sociologia, psicologia, anarquismo, taoismo ou ambientalismo.

Em "A Mão Esquerda da Escuridão", talvez a sua obra mais conhecida, um enviado de Ekumen tenta convencer os habitantes do planeta Gethen que se unam à federação galáctica, mas a missão se complica por falta de compreensão da sociedade, cujos indivíduos não têm um gênero definido.

Com esta obra, Le Guin ganhou seus primeiros prêmios de literatura e ficção científica Hugo, além do Nebula, que voltaria a receber em diversas ocasiões ao longo da sua carreira. Também foi finalista do Prêmio Pulitzer para obras de ficção literária em 1997.

Apesar desses prêmios e sendo uma autora de best-seller, Le Guin criticou ambos os fenômenos por sua experiência comercial.

"Eu não quero ver a literatura americana traída", disse Le Guin, pedindo aos editores que não se guiem pelos benefícios.

Nascida em 1929, em Berkley (Califórnia), como Ursula Kroeber em uma família de antropólogos, Le Guin obteve seu diploma de graduação em Literatura francesa e italiana no Radcliffe College, em Massachusetts, e mestrado no mesmo campo na Universidade Columbia (Nova York).

Em 1953, se mudou para Paris com o objetivo de realizar sua pesquisa de doutorado sobre o poeta Jean Lemaire de Belges, que não terminou.

No mesmo ano, se casou com Charles Le Guin, com quem voltou mais tarde para os Estados Unidos e com o quem teve três filhos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos