Suspeita-se que homem nascido na Sérvia realizou ataque à embaixada dos EUA

(corrige título)

Belgrado, 22 fev (EFE).- A Polícia de Montenegro suspeita que o atentado suicida nesta madrugada contra a embaixada dos Estados Unidos em Podgorica foi realizado por um homem nascido na Sérvia e residente na capital montenegrina, informou nesta quinta-feira a televisão pública "RTCG".

O suspeito, que morreu no incidente por causa de uma explosão, foi identificado como Dalibor Jaukovic, de 43 anos, nascido em Kraljevo, na Sérvia central, embora não tenha esclarecido se é cidadão sérvio ou montenegrino.

Segundo a "RTCG", a página do Facebook de Jaukovic mostra que se trata de um antigo soldado que em 1999 foi condecorado com uma medalha de mérito no setor de Defesa e Segurança da Iugoslávia, país formado então por Sérvia e Montenegro.

A "RTCG" também noticiou que de acordo com suas publicações na rede social, o suspeito era contra a Otan, à qual Montenegro pertence desde o ano passado.

As autoridades de Montenegro continuam investigando o atentado contra a embaixada dos EUA em Podgorica, que não causou vítimas nem danos materiais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos