Movimentos de terra obrigam a retirada de funcionários de hidrelétrica

Bogotá, 28 mai (EFE).- As autoridades da Colômbia evacuaram, na segunda-feira, por segurança e prevenção os trabalhadores da hidrelétrica de Ituango, no noroeste do país, que está em construção, depois de que se apresentasse um movimento de terra na encosta de uma das montanhas próximas ao projeto.

"Esta anomalia, detectada pelos sistemas de controle, não originou deslizamento ou danos em outras frentes de trabalho e, portanto, nenhum prejuízo aos trabalhadores", detalhou, em comunicado, o grupo Empresas Públicas de Medellín (EPM), encarregado do projeto.

A informação acrescentou que a evacuação, ocorreu às 17h30 (hora local), provocou um sinal de alerta de um dos radares que monitoram a encosta da montanha onde, no último sábado, houve um deslizamento de terra.

A emergência em Hidroituango começou no último dia 7, quando aconteceu um deslizamento na área onde a central elétrica é construída, o que ocasionou "um bloqueio total no túnel" que desvia o rio Cauca, o segundo afluente de maior leito no país, durante as obras.

Isso causou "uma redução" de seu volume e "um embalsamamento da barragem", por isso que os engenheiros decidiram inundar a sala de máquinas da central para permitir que o rio seguisse seu curso, que somado às fortes chuvas, aumentou o fluxo do Cauca.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos