PUBLICIDADE
Topo

Transexuais rezam pela chegada da chuva na Índia durante celebração

28/08/2018 09h24

Nova Délhi, 28 ago (EFE).- Centenas de hijras, transexuais e travestis que celebram uma antiga tradição na Índia, se vestiram nesta terça-feira com suas melhores roupas na cidade de Bhopal, no centro do país, para pedir dançando a chegada da chuva.

Aproximadamente 50 pessoas se dirigiram ao grande lago que domina o oeste da capital do estado indiano de Madhya Pradesh dançando, cantando e portando brotos de trigo de cor verde intensa, conforme relatou à Agência Efe uma das participantes, Suraiya Nayak.

Segundo explicou à Efe o ativista local pró-direitos LGTB Venu Pillai, a festividade é um momento de encontro entre os membros da comunidade vinda de todo o estado e inclusive de outras regiões da Índia, que celebram com pompa o evento.

Embora o início do evento não esteja claro, apontou Pillai, a tradição começou há centenas de anos durante uma seca no distrito de Bhopal que impedia o cultivo de alimentos.

"O dirigente da região chamou a comunidade hijra e pediu que rezassem em templos e mesquitas pela chegada da temporada de chuvas. As transexuais cultivaram ervas em cestos e quando cresceram, as levaram sobre a cabeça até ao lago", relatou Pillai.

A lenda afirma que a chuva chegou a Bhopal uma vez cumprido o ritual, que começou a ser celebrado a cada ano após o "Rakhi", um festival hindu no qual irmãs e irmãos renovam seu amor fraterno.

As hijras são com frequência obrigadas a mendigar de forma "profissional" em casamentos ou na rua, sofrem diariamente discriminações pelas maneiras afeminadas e são aceitas pela sociedade com uma curiosa ambivalência ao serem consideradas que possuem poderes tantos maléficos como benéficos.