PUBLICIDADE
Topo

Rompimento de barragem deixa pelo menos cinco desaparecidos

30/08/2018 08h12

(Atualiza com número de desaparecidos e declarações do ministro)

Bangcoc, 30 ago (EFE).- Mais de 63 mil precisaram ser evacuadas e cinco estão desaparecidas em Mianmar após a ruptura de uma barragem na zona central do país, que provocou a inundação de mais de 80 populações, informou nesta quinta-feira a imprensa estatal.

O incidente ocorreu na quarta-feira no município de Yedahe, situado a 65 quilômetros de Naypyidaw, quando a barragem do pântano de Swa Chaung cedeu pelo acúmulo de água, segundo o jornal "Global New Light of Mianmar".

A água inundou 85 aldeias deste município da região de Bago, onde os residentes tiveram que ser evacuados pelo governo local e o Exército, e recebem assistência da Cruz Vermelha de Mianmar.

A água também provocou danos em uma ponte, alagou cerca de 8 quilômetros da estrada Yangun-Mandalay, a principal do país, e interrompeu a linha de ferrovia.

A ruptura da represa ocorreu depois que o nível de água retida na mesma chegou aos 103,2 metros, meio metro acima de sua capacidade máxima, segundo o jornal, que atribuiu o ocorrido ao excesso de chuvas nesta temporada dos monções.

Win Myat Aye, ministro de Assuntos Sociais, afirmou que os serviços de resgate e emergência estão trabalhando "realmente bem" nas zonas afetadas, principalmente em Swa e Yedashe.

"As consertos da ponte Swa Chaung e do desaguamento da barragem estão quase completas. O trânsito foi restabelecido na rodovia Yangun-Mandalay", explicou o ministro.