Topo

EUA assumem autoria de bombardeio que matou mais de 40 pessoas na Síria

Tropas dos EUA perto de Manbij, na Síria - Mauricio Lima/The New York Times
Tropas dos EUA perto de Manbij, na Síria Imagem: Mauricio Lima/The New York Times

Em Washington

31/08/2019 16h18

O Centcom (Comando Central das Forças Armadas dos Estados Unidos) confirmou que realizou hoje um bombardeio contra líderes da Al Qaeda na província síria de Idlib, no norte do país, matando mais de 40 integrantes do Hurras al Din (Guardiões da Religião) e de outras facções armadas.

"As Forças dos Estados Unidos realizaram um ataque contra a liderança da Al Qaeda na Síria (AQ-S) em uma instalação no norte de Idlib, na Síria, em 31 de agosto de 2019", disse em comunicado enviado o porta-voz do Centcom, tenente-coronel Earl Brown.

"A operação teve como alvo líderes de AQ-S responsáveis por ataques ameaçadores a cidadãos dos EUA, nossos parceiros, e civis inocentes. A destruição dessa base dos terroristas comprometerá ainda mais a sua capacidade de realizar ataques futuros e de desestabilizar a região", acrescentou Brown.

O porta-voz do Centcom lembrou que o noroeste da Síria continua sendo "um refúgio seguro", de onde os dirigentes da Al Qaeda coordenam atividades terroristas no Oriente Médio e no Ocidente. Por esse motivo, declarou que os EUA e os seus aliados continuarão atacando esses grupos de extremistas.

Mais Notícias