PUBLICIDADE
Topo

Erdogan classifica de "inaceitável" plano de Trump para a Palestina

29/01/2020 15h14

Istambul, 29 jan (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, descreveu nesta quarta-feira como inaceitável o plano do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de acabar com o conflito na Palestina.

"Um plano para entregar Jerusalém a Israel é inaceitável", disse o presidente a jornalistas que o acompanharam no voo de volta de uma excursão à Argélia, Gâmbia e Senegal, segundo a agência turca "Anadolu".

"O plano proposto não serve à paz e nem é uma solução. É uma nova tentativa de um fato consumado para a Palestina e Jerusalém. É um plano para ignorar os direitos palestinos e legalizar a ocupação israelense", disse Erdogan.

O Ministério das Relações Exteriores turco havia declarado anteriormente que a proposta de Trump "é um plano de anexação com o objetivo de destruir a solução dos dois Estados" e que essa iniciativa "nasce morta".

O plano, apresentado ontem por Trump ao lado do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, apoia a anexação de Israel do vale do Jordão, que constitui cerca de 30% do território da Cisjordânia, e oferece aos palestinos soberania limitada sobre seu futuro país.

Também deixa intactos os assentamentos israelenses e propõe que Jerusalém, sem dividi-la, seja apenas a capital de Israel, embora aloque uma zona periférica para a capital palestina.

Ontem à noite e hoje, ocorreram protestos de cidadãos com bandeiras palestinas em frente ao consulado dos EUA em Istambul, embora com poucos participantes. EFE

iut/phg

(foto)

Notícias