PUBLICIDADE
Topo

Em discurso de posse, Biden afirma que "democracia prevaleceu"

20/01/2021 18h35

Washington, 20 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou durante o discurso de posse que "a democracia preveleceu" após o mandato do antecessor no cargo, Donald Trump, e definiu esta quarta-feira como "um dia histórico e de esperança".

"Celebramos o triunfo não de um candidato, mas de uma causa, a causa da democracia. Ela é frágil e preciosa. A democracia prevaleceu. É um dia histórico e de esperança, renovação e resolução", comentou o democrata em discurso após tomar posse como o 46º presidente da história dos EUA.

Biden também se referiu aos dias turbulentos vividos no país após a violenta invasão ao Capitólio no dia 6 de janeiro por uma turba de apoiadores de Trump.

O novo mandatário declarou que ainda falta muito para "curar" as feridas do país e pediu o combate "ao extremismo político, ao supremacismo branco e ao terrorismo doméstico", os quais garantiu que derrotará.

Sobre a invasão ao Capitólio por parte de apoiadores de Trump, no dia 6 de janeiro, Biden prometeu que um incidente do tipo não voltará a acontecer "nem hoje, nem amanhã".

Ao longo do discurso, o democrata defendeu o "caminho da liberdade" para superar as diversas crises que o país enfrenta, pois, segundo ele, sem ela "só há amargura e fúria".

Joe Biden tomou posse nas escadarias do Capitólio e em meio a um grande esquema de segurança, com cerca de 25 mil militares mobilizados em Washington. No discurso, se comprometeu a "preservar, proteger e defender a Constituição dos EUA".

A cerimônia de posse ocorreu diante de um público reduzido devido aos protocolos para evitar contágios do covonavírus Sars-CoV-2, causador da covid-19.

Quebrando a tradição, Donald Trump não compareceu à cerimônia de posse do sucessor e viajou para sua mansão em Palm Beach, na Flórida. Já o vice-presidente de Trump, Mike Pence, marcou presença no ato, que também contou com os ex-presidentes George W. Bush, Bill Clinton e Barack Obama.