PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Venezuela recebe mais 500 mil doses da vacina russa Sputnik V

31/05/2021 20h45

Caracas, 30 mai (EFE).- A Venezuela recebeu neste domingo 500 mil doses da vacina contra a covid-19 Sputnik V, a sétima remessa da Rússia a chegar ao país sul-americano, segundo anunciou o presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

"Estão chegando hoje à Venezuela 500 mil vacinas Sputnik V da Rússia", declarou Maduro, ao informar o balanço semanal da situação epidemiológica no país.

O carregamento foi recebido pela vice-presidente executiva, Delcy Rodríguez, e pelo embaixador russo na Venezuela, Sergey Mélik-Bagdasárov, no principal aeroporto do país, Simón Bolívar de Maiquetía, que atende Caracas.

Segundo as autoridades, este já é o sétimo carregamento recebido da Rússia, mas nem todos foram anunciados publicamente. O mandatário também lembrou que as doses chegam para dar continuidade à nova fase de vacinação "em massa" da população, iniciada neste fim de semana.

De acordo com Maduro, o país ainda receberá "vários milhões" de doses entre junho, julho e agosto.

"Já foram negociadas, conversadas e pagas. Temos um cronograma de vacinas que nos permitirá acelerar o processo de vacinação na Venezuela de maneira equitativa em todo o país", comentou.

As vacinas chegarão, segundo o presidente, procedentes de Rússia, China e do consórcio Covax, da Organização Mundial da Saúde (OMS), ao qual solicitou doses do imunizante da Janssen.

"A Venezuela pagou todos os milhões de dólares" do consórcio Covax, enfatizou Maduro, ao ressaltar que o sistema "prometeu mais de cinco milhões de doses de vacina para o mês de julho".

O governante disse esperar que a OMS cumpra o prazo de entrega das doses porque, segundo Maduro, o anúncio anterior era de que seriam enviadas em maio.

Maduro também pediu para que a comissão presidencial que analisa a situação da covid-19 trabalhe em um plano que permita multiplicar por dez os centros de vacinação, que, inicialmente, são 27

Além disso, o governante informou que na última semana foi registrado um aumento de 17% dos casos de covid-19 em relação ao período anterior. Entre os dias 24 e 30 deste mês, houve 9.455 novos contágios, com média diária de 1.351.

Até o sábado, a Venezuela contabilizou 231.443 casos de covid-19 e 2.615 mortes por complicações derivadas da doença, segundo dados oficiais.