Topo

Presidente do Equador diz não ter intenção de romper relações com nenhum país

2013-06-27T18:38:16

27/06/2013 18h38

QUEVEDO, Equador, 27 Jun (Reuters) - O presidente do Equador, Rafael Correa, disse nesta quinta-feira que não tem a intenção de romper relações comerciais com nenhum país, em meio às tensões com os Estados Unidos devido ao pedido de asilo do ex-funcionário de segurança Edward Snowden.

Correa acrescentou que a situação de Snowden é "complexa" e que ele deveria estar em alguma embaixada ou em território equatoriano para tramitar seu pedido de asilo.

Snowden está na área de trânsito de um aeroporto em Moscou, na Rússia, à espera de uma resposta do governo equatoriano.

Os Estados Unidos disseram nesta quinta-feira que começarão uma revisão para determinar se suspendem os benefícios comerciais aplicados aos produtos equatorianos, horas depois que o chanceler equatoriano dizer que renunciava a eles.

O representante comercial norte-americano, Michael Froman, afirmou a jornalistas que o governo aceitou uma petição da indústria para considerar revogar um programa de benefícios comerciais ao Equador.

A petição foi apresentada antes do impasse diplomático entre ambos os países sobre Snowden.

(Reportagem de Alexandra Valencia e de Doug Palmer, em Washington)