Ban promete mais ajuda ao Haiti após saques perto de base da ONU

Makini Brice

Em Les Cayes

  • Nicola Garcia/AFP Photo

    9.out.2016 - Vista aérea de Port-Salut após passagem do furacão Matthew

    9.out.2016 - Vista aérea de Port-Salut após passagem do furacão Matthew

Haitianos desesperados por ajuda após a passagem do furacão Matthew saquearam caminhões da ONU (Organização das Nações Unidas) no sábado (15) durante uma breve visita a uma cidade portuária do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que prometeu mais ajuda.

O furacão de categoria 4 devastou o Haiti em 4 de outubro, matando cerca de mil pessoas e deixando mais de 1,4 milhão precisando de ajuda humanitária, incluindo 175 mil desabrigados. "Vamos mobilizar tantos recursos e apoio médico quanto pudermos para antes de mais nada interromper a epidemia de cólera e depois ajudar as famílias das vítimas", disse Ban.

A tempestade também afetou os serviços de energia, comunicações e transportes. Ajuda essencial como abrigos, alimentos e remédios tem demorado para chegar a muitas áreas, levando moradores a bloquear estradas para tentar interceptar os caminhões, com alguns casos de saques.

"Eu condeno firmemente todos os ataques contra comboios humanitários. Hoje eu testemunhei pessoalmente um ataque a um caminhão do Programa Mundial de Alimentos", disse Ban durante sua parada de um dia no Haiti, afirmando que tais incidentes prejudicam os mais necessitados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos