Bombardeio através da fronteira deixa ao menos 4 mortos em Índia e Paquistão

ISLAMABAD/SRINAGAR, Índia (Reuters) - Um bombardeio através da fronteira que separa Índia e Paquistão matou dois civis paquistaneses, um soldado indiano e um menino, disseram nesta segunda-feira autoridades militares de ambos os lados, à medida que aumentam as tensões entre os vizinhos que possuem armas nucleares.

Militares paquistaneses disseram que o bombardeio atingiu setores de Harpal, Pujhlian e Charwah, na área que separa a província paquistanesa de Punjab da região de Jammu, na parte da Caxemira administrada pela Índia.

Militares indianos disseram que o ataque ocorreu nas áreas de Pura, Pargwal e Kanachak.

Ambos os países reivindicam a região da Caxemira desde a partição e independência do Reino Unido em 1947, mas administram partes separadas. Eles lutaram duas de suas três guerras devido ao território.

As tensões cresceram desde julho, quando forças indianas mataram um jovem combatente da Caxemira, gerando protestos em massa na parte indiana da região. Em repressões das forças de segurança após a morte, ao menos 80 manifestantes da Caxemira foram mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos