Missão de acabar com acampamento de imigrantes na França é cumprida, diz governante

Por Matthias Blamont

CALAIS, França (Reuters) - Autoridades francesas disseram nesta quarta-feira que terminaram de eliminar a “Selva”, um precário assentamento na região de Calais construído por imigrantes que tinham a esperança de cruzar para o Reino Unido, mas cujos últimos habitantes estão na sua maior parte agora espalhados pela França.

A operação ocorreu de forma pacífica na sua maior parte, apesar de alguns imigrantes terem colocado fogo em tendas e abrigos num último ato de rebeldia, à medida que as suas últimas esperanças de uma nova vida no Reino Unido evaporavam.

"Este é o fim da ‘Selva’”, disse Fabienne Buccio, governante de Calais. “Missão cumprida.”

O governo local afirmou ter levado 5.596 adultos e suas crianças do frio e da umidade da Selva para o reassentamento em 450 centros pela França desde o início da semana.

Mais cedo nesta quarta, a polícia de choque se espalhou pelo campo, e caminhões de bombeiros entraram para apagar chamas.

Imigrantes fugindo da pobreza e da guerra no Oriente Médio, Ásia e África se aglomeraram em Calais na expectativa de cruzar a estreita faixa de mar para o Reino Unido saltando em caminhões e trens, ou mesmo caminhando através do túnel sobre o canal.

O Reino Unido se recusou a aceitar a grande maioria deles, e cercas altas foram colocadas para mantê-los longe do tráfego do porto, mas mesmo assim eles vieram.

A oposição local ao acampamento junto com as críticas dos políticos de direita levaram finalmente o governo francês a agir.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos