Tailândia prende 9 suspeitos de invadir sites do governo

BANGCOC (Reuters) - A polícia tailandesa prendeu nove suspeitos de invadir sites do governo para protestar contra mudanças em uma lei de segurança digital que críticos afirmam fortalecer a capacidade das autoridades para fiscalizar a internet.

O parlamento aprovou neste mês uma lei que altera as regras de crimes online, o que segundo alguns grupos deve resultar em um monitoramento mais extensivo da internet por parte do Estado.

Em resposta, hackers promoveram uma onda de invasões a sites na semana passada, tirando do ar dezenas de páginas do governo.

O vice-primeiro-ministro da Tailândia, Prawit Wongsuwan, disse a repórteres que nove pessoas foram detidas por envolvimento na invasão dos sites.

Uma delas foi acusada de desrespeitar a lei de crimes online, de acordo com a polícia. "O restante permanece sob custódia e estão sendo processados de acordo com a lei", disse à Reuters o porta-voz da polícia Dejnarong Suthicharnbancha.

O governo militar da Tailândia aumentou a censura online desde que assumiu o poder em um golpe ocorrido em 2014, em especial para bloquear supostos insultos à família real. Foram prometidas eleições para 2017.

(Por Cod Satrusayang e Panarat Thepgumpanat)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos