Site de Temer mantido pelo PMDB é alvo de ataque hacker

(Reuters) - Um site sobre o presidente Michel Temer mantido pelo PMDB sofreu um ataque hacker na manhã deste sábado, e os invasores deixaram uma mensagem contra políticos em geral, de acordo com reportagens.

"Eu quero pena de morte para quem está no Congresso, vocês que deveriam responder por crime hediondo", diz um texto publicado pelos invasores sob uma foto de Temer, de acordo com uma imagem reproduzida pelo portal de notícias G1.

"Antes de me chamar de esquerda ou direita, eu quero é que se dane a direita, meio e a esquerda! Dane-se os partidos", acrescenta a mensagem deixada pelos invasores.

No início da tarde, o site micheltemer.com.br, que é mantido pelo PMDB e não tem relação com o Palácio do Planalto, já tinha voltado normalmente ao ar. A página contém informações como a trajetória do presidente e notícias sobre o seu dia a dia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos