Embaixador britânico na UE renuncia antes das negociações sobre Brexit

Em Londres

  • Francois Lenoir/ Reuters

    O embaixador britânico para a UE Ivan Rogers não explicou as razões para deixar o cargo

    O embaixador britânico para a UE Ivan Rogers não explicou as razões para deixar o cargo

O embaixador do Reino Unido na União Europeia renunciou inesperadamente apenas três meses antes de a primeira-ministra Theresa May iniciar negociações formais sobre a retirada britânica do bloco europeu.

Ivan Rogers, representante permanente do Reino Unido para a UE, disse à equipe na tarde de terça-feira (3) que ele deixaria o cargo, segundo o jornal britânico Financial Times, que foi o primeiro veículo a noticiar a renúncia na terça-feira.

Rogers não explicou as razões para deixar o cargo, de acordo com pessoas que viram sua nota para a equipe diplomática, relatou o FT. Duas fontes que pediram anonimato confirmaram mais tarde a notícia de que Rogers tinha renunciado.

"Isso enfraquece a capacidade de May conseguir um bom acordo com a UE", disse Charles Grant, diretor do Centro de Pesquisas para a Reforma da Europa. "Ivan Rogers era uma das poucas pessoas no alto escalão do governo britânico que entendem a UE."

A renúncia é a segunda de um alto funcionário britânico na União Europeia na esteira do referendo que decidiu pelo Brexit. Jonathan Hill deixou o cargo de comissário europeu do Reino Unido em junho.

May disse que vai iniciar conversas formais sobre a saída do Reino Unido do bloco --o que provavelmente vai ser uma das negociações mais complicadas na história europeia do pós-Segunda Guerra Mundial-- até o final de março.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos