Memorial do 11 de Setembro em Nova York vai acrescentar tributo a socorristas

Por Gina Cherelus

NOVA YORK (Reuters) - Milhares de socorristas que realizaram buscas nos destroços do World Trade Center de vítimas após as torres serem atacadas em 11 de setembro de 2001 receberão um reconhecimento no memorial existente na cidade de Nova York, disseram autoridades nesta terça-feira.

O tributo no Museu e Memorial Nacional 11 de Setembro deve ser uma “passarela e um espaço de homenagem” no Memorial Glade, que ocupa parte uma das áreas em que ficavam as Torres Gêmeas. A área se tornou conhecida como Marco Zero nos meses após os ataques coordenados contra Nova York e Washington, que deixaram quase 3 mil mortos.

“Este novo tributo será um lembrete vivo do altruísmo e coragem dos nossos socorristas, que encarnam o melhor dos nova-iorquinos e garantia de que seus sacrifícios nunca serão esquecidos”, disse em comunicado o governador de Nova York, Andrew Cuomo, ao lado do ex-prefeito Michael Bloomberg e o membro do conselho memorial Jon Stewart.

Muitos membros das equipes de resgate continuam com sequelas pela tragédia, como transtorno de estresse pós-traumático, doenças cardíacas, doenças respiratórias, diabete e câncer.

Autoridades do Museu e Memorial Nacional 11 de Setembro irão comandar o planejamento, projeto e desenvolvimento da nova homenagem.

(Reportagem de Gina Cherelus)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos