PUBLICIDADE
Topo

EUA querem promover crise humanitária com sanções, diz chanceler venezuelano

Em Nova York

25/08/2017 15h17

Os Estados Unidos estão tentando promover uma crise humanitária na Venezuela ao impor novas sanções, disse o ministro das Relações Exteriores, Jorge Arreaza, nesta sexta-feira, depois que sanções foram anunciadas pela Casa Branca.

Falando na sede da Organização das Nações Unidas em Nova York, Arreaza afirmou que "ameaças" e "supostas sanções" dos Estados Unidos são "políticas incivilizadas".

Ele disse que o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, não participará do encontro anual de líderes mundiais na ONU, agendado para o próximo mês.