Espanha conseguiu "desacreditar" referendo na Catalunha, dizem autoridades

MADRI/BARCELONA (Reuters) - Autoridades espanholas fizeram o suficiente para desacreditar e evitar um referendo sobre a independência da Catalunha planejado para este domingo, disseram nesta segunda-feira duas autoridades graduadas do governo à Reuters, embora agora possam permitir que uma "festa" de separação aconteça.

"Pode haver uma festa no domingo na qual, em praças e ruas, alguns espaços de votos possam ser instalados e uma simulação de votação possa acontecer. Mas, não será um referendo", disse uma das autoridades, sob condição de anonimato.

As autoridades disseram que a Catalunha não tem uma comissão eleitoral adequada, urnas, cédulas, um censo e material eleitoral transparentes e outros materiais necessários para realizar a votação.

As fontes também disseram que o resultado da votação ou uma potencial declaração unilateral de independência depois não receberiam nenhum reconhecimento internacional ou legitimidade.

"Nem mesmo a Venezuela ou a Coreia do Norte irão reconhecer isso. E se eles reconhecerem, eu não acho que ajudaria muito a campanha de independência", disse a autoridade.

(Reportagem de Julien Toyer e Sam Edwards)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos