PUBLICIDADE
Topo

Mulher de Houston é acusada de enviar explosivos pelo correio a Obama e governador do Texas

24/11/2017 13h06

Por Alex Dobuzinskis

(Reuters) - Uma mulher que reside na área de Houston foi acusada de enviar pacotes com dispositivos explosivos pelo correio ao ex-presidente norte-americano Barack Obama, ao governador do Texas, Greg Abbott, e a um escritório federal em Maryland.

Julia Poff, de 46 anos, recebeu uma ordem de prisão na semana passada e irá a julgamento. Ela foi indiciada devido às acusações criminais de ter enviado os pacotes no ano passado com a intenção de matar e de transportar explosivos, entre outras, como mostraram documentos dos tribunais.

    "Poff representa um risco de segurança real a testemunhas e outros na comunidade", escreveu a juíza Frances Stacy no despacho de cinco páginas que detalha o caso.

    Poff, que foi acusada no início deste mês e se declarou inocente na semana passada, procurou o Houston Chronicle para se defender, como noticiou o jornal em seu site na quinta-feira.

    Ela disse ao Chronicle que os investigadores recolheram o lixo de sua casa. O lixo foi "usado em alguns crimes graves que não cometemos e dos quais não sabemos nada", disse ela, segundo relatos.

    Não ficou claro a quem Poff se referia ao falar no plural.

    Um pacote repleto de explosivos enviado a Obama em outubro de 2016, quando ele ainda estava no cargo, continha cabelos que um laboratório criminal do FBI disse pertencerem a um dos gatos da acusada, escreveu a juíza na ordem de detenção.

    Acredita-se que Poff expressou rejeição a Obama, que é democrata, de acordo com o despacho. Os pacotes enviados a ele e à Administração de Seguro Social dos Estados Unidos em Maryland foram detectados durante uma verificação, segundo a rede de televisão KPRC de Houston.  

Em outubro de 2016, Abbott, o governador republicano do Texas, abriu um terceiro pacote que também foi manipulado para explodir, mas acabou não detonando.