PUBLICIDADE
Topo

A França não irá mais dizer aos africanos o que fazer, afirma Macron

28/11/2017 12h09

UAGADUGU (Reuters) - O presidente da França, Emmanuel Macron, buscou se distanciar de seus predecessores nesta terça-feira, dizendo que veio de uma geração que não irá dizer aos africanos o que fazer e que irá concentrar seus esforços em reforçar os laços entre a África e a Europa.

"Eu sou de uma geração que não vem para dizer aos africanos o que fazer", disse Macron durante discurso para estudantes universitários na capital de Burkina Faso, Uagadugu. "Eu sou de uma geração para qual a vitória de Nelson Mandela é uma das melhores memórias políticas."

Macron está fazendo uma visita de três dias à África Ocidental que inclui uma cúpula da União Europeia e da África na capital da Costa do Marfim, Abidjan.

"Eu não vou apoiar aqueles que dizem que o continente africano é um continente de crises e miséria. Eu estarei ao lado daqueles que acreditam que a África não é nem um continente perdido nem um que precisa ser salvo."

(Reportagem de Marine Pennetier)