Para Maia, já se cedeu muito na reforma da Previdência, mas mudanças defendidas por PSDB devem ser analisadas

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quarta-feira que o relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), já fez muitas concessões no texto da reforma da Previdência, mas defendeu uma análise do impacto de mudanças na proposta defendida pelo PSDB.

A avaliação feita pelo presidente da Câmara vem depois de o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmar que não há mais como o governo ceder no texto da reforma enxuta apresentado na semana passada.

O PSDB demandou algumas mudanças no texto relacionadas aos servidores públicos que entraram antes de 2003 e que se alega não terem regra de transição. Para Maia, esta eventual mudança precisa ter o impacto analisado e, caso garanta o apoio dos deputados tucanos à proposta, pode ser interessante, embora tenha afirmado que "o ideal" é aprovar a matéria como está.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos