Forte terremoto no litoral do Alasca provoca breve alerta de tsunami na Costa Oeste dos EUA

Por Yereth Rosen

ANCHORAGE (Reuters) - Autoridades retiraram nesta terça-feira alertas de tsunami impostos para a Costa Oeste dos Estados Unidos e o oeste do Canadá após um terremoto de magnitude 7,9 que atingiu o Golfo do Alasca, forçando moradores da região litorânea do Estado norte-americano a fugir para o interior em busca de abrigo ante a possibilidade de ondas avassaladoras.

No Alasca, moradores se concentraram em escolas e outros abrigos após o tremor ocorrido pouco depois da meia-noite (7h no horário de Brasília).

Foram emitidos alertas para moradores até mesmo da distante San Francisco para a possível necessidade de retiradas das áreas litorâneas, mas por volta das 11h15 (de Brasília) o Serviço Nacional do Clima dos EUA retirou todos os alertas de tsunami para Califórnia, Oregon, Washington e Alasca. Autoridades canadenses também retiraram um alerta que havia sido declarado para a Colúmbia Britânica.

Moradores correram para abrigos na ilha de Kodiak, no Alasca, o ponto de terra mais próximo do epicentro do tremor registrado a 250 quilômetros a sudeste de Chiniak, a uma profundidade de 25 quilômetros --considerado raso--, de acordo com o Serviço Geológico dos EUA (USGS).

Não houve relatos de imediato sobre danos ou feridos devido ao tremor, que teve magnitude inicial medida como de 8,2.

"As pessoas estão bem", disse Neil Hecht, diretor-assistente da Kodiak High School, que forneceu abrigo para centenas de pessoas. "O ânimo está elevado".

Uma rádio local na ilha de Kodiak chegou a fazer um apelo aos moradores para fugirem das áreas litorâneas. "Esse é um alerta de tsunami. Não é um exercício. Por favor fujam para terrenos elevados", disse o locutor da rádio pública KMXT. "Apenas vão para o alto".

Terremotos de magnitude similar não são incomuns no Alasca, que é sísmicamente ativo. O Estado registrou 11 tremores com uma magnitude de 7 ou mais dentro de um raio de 600 quilômetros do terremoto desta terça-feira no último século, de acordo com Zachary Reeves, um sismólogo da USGS em Golden, no Colorado.

O maior terremoto já registrado nos EUA foi um tremor de magnitude 9,2 no Alasca em março de 1964, causando ondas de mais de 30 metros de altura que mataram 131 pessoas.

(Reportagem adicional de Steve Gorman em Los Angeles; Brendan O'Brien em Milwaukee; Nate Raymond em Boston; e Andrea Hopkins em Ottawa)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos