Aprovação de Kuczynsk no Peru segue em queda após perdão a Fujimori, diz pesquisa

LIMA (Reuters) - A aprovação do presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, caiu para 19 por cento após a concessão de um indulto ao ex-presidente Alberto Fujimori, decisão que tem dividido o país, apontou uma pesquisa neste domingo.

O número representa uma continuidade na queda do apoio ao líder peruano, que em novembro e dezembro do ano passado registrava aprovação de 26 por cento e 22 por cento, respectivamente.

Ainda assim, oito em cada dez entrevistados afirmaram estar convencidos de que o perdão a Fujimori foi concedido após uma negociação, e não por causas humanitárias, como publicou a Reuters na última semana, com informação de uma fonte.

A pesquisa, realizada pela GfK entre 22 e 24 de janeiro e publicada pelo jornal La República, coloca em evidência a repercussão do indulto, que não apenas dividiu o Peru, como debilitou ainda mais a posição de Kuczynski à frente do governo.

A aprovação a Kuczynski ficou em 19 por cento, enquanto a desaprovação subiu para 79 por cento, com 71 por cento dizendo não acreditar que ele tenha um plano para o desenvolvimento do país. Ainda assim, 55 por cento consideram que ele deveria poder terminar seu mandato.

A pesquisa destaca o nível de polarização gerado pelo indulto a Fujimori, apoiado por 50 por cento e rejeitado por 49 por cento dos entrevistados.

O governo tem negado publicamente que o indulto foi parte de um acordo com Fujimori, uma figura pública controversa, que para muitos salvou o Peru da ruína econômica e da guerrilha, mas para outros foi um autoritário que abusou do poder.

Mas a situação judicial do ex-presidente não está de todo clara. Juízes da Câmara Penal Nacional decidirão em fevereiro se o perdão presidencial é aplicável a Fujimori no processo de um caso conhecido como Pativilca, referente ao assassinato de seis pessoas em 1992, ou se um julgamento contra ele pode ser iniciado.

(Por Carlos Serrano)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos