PUBLICIDADE
Topo

Adolescente palestina julgada por agredir soldado israelense aceita acordo judicial, diz site

21/03/2018 13h42

JERUSALÉM (Reuters) - Uma adolescente palestina que foi filmada chutando e batendo em um soldado israelense na Cisjordânia ocupada aceitou um acordo judicial nesta quarta-feira e será condenada a oito meses de prisão, relatou o site de notícias israelense Haaretz.

Ahed Tamimi, de 17 anos, se tornou um símbolo para palestinos depois que o incidente do dia 15 de dezembro, do lado de fora de sua casa no vilarejo de Nabi Sale, foi transmitido ao vivo no Facebook por sua mãe e viralizou.

O advogado de Tamimi não estava disponível de imediato para comentar. Ele havia dito antes à Reuters que um acordo tinha sido oferecido por promotores militares no tribunal da prisão militar Ofer, na Cisjordânia, perto de Ramallah.

Tamimi tinha 16 anos na época da infração. Seu julgamento começou no mês passado e ela enfrentava 12 acusações, incluindo por lesão corporal qualificada.

Sites de notícias israelenses disseram que, sob o acordo judicial, Tamimi se declararia culpada a uma lista de acusações reduzida, incluindo lesão corporal, e seria condenada a oito meses de prisão.

(Reportagem de Jeffrey Heller)