PUBLICIDADE
Topo

Líderes da Commonwealth aprovam príncipe Charles como sucessor da rainha na organização

Carl Court via AP
Imagem: Carl Court via AP

William James

Londres (Reino Unido)

20/04/2018 12h41

O príncipe Charles foi aprovado como sucessor da rainha Elizabeth como chefe da Commonwealth em uma cúpula dos chefes de governo do grupo em Windsor nesta sexta-feira, noticiou a rede Sky News citando fontes não identificadas.

Havia clamores entre os 53 Estados-membros para que o cargo passasse a ter um rodízio entre os diferentes países, que são na maioria ex-colônias britânicas, mas nos últimos dias a rainha, o governo britânico e outros líderes apoiaram Charles.

O secretariado da Commonwealth, que se ocupa do dia a dia da organização, não respondeu de imediato a um pedido de comentário. O escritório da primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, não comentou a reportagem.

A questão da sucessão deve ser debatida no último dia da reunião, cujos participantes foram ao Castelo de Windsor, uma das residências da rainha, localizado a 32 quilômetros de Londres, para conversas particulares.

A Commonwealth é uma entidade derivada do império britânico criada em meados do século 20, e a rainha a tem liderado desde que foi empossada em 1952. Há tempos se acreditava que Charles assumiria o posto, embora ele não seja rigorosamente hereditário.

A cúpula da Commonwealth desta semana testemunhou a chegada de milhares de delegados de todo o globo a Londres para debater questões como o meio ambiente, os direitos das mulheres e o comércio. O encontro termina ainda nesta sexta-feira, quando May deve discursar.

O Reino Unido procurou aproveitar o evento que sedia como uma chance de revigorar a aliança frouxa de países, que tem uma população combinada de 2,4 bilhões de pessoas, almejando uma influência comercial e global crescente no momento em que se prepara para deixar a União Europeia.