PUBLICIDADE
Topo

Suposto organizador de ataque contra consulado da China no Paquistão é morto

26/12/2018 16h05

Por Gul Yousufzai

QUETTA, Paquistão (Reuters) - Um dos supostos organizadores de um ataque de um grupo separatista paquistanês contra o consulado da China em Karachi no mês passado foi morto junto com cinco colaboradores, afirmou nesta quarta-feira o grupo insurgente.

O Exército de Libertação do Baluchistão (BLA), que se opõe a projetos ligados à iniciativa de infraestrutura chinesa Cinturão e Rota na região do Baluchistão, emitiu um comunicado na terça-feira confirmando a morte de Aslam Baloch, um de seus líderes.

"O importante comandante do BLA Aslam Baloch, junto com cinco colaboradores da organização foram martirizados em um ataque inimigo na segunda-feira", disse Jiand Baloch, porta-voz do grupo separatista, em comunicado que não forneceu mais detalhes.

O canal de televisão paquistanês Samaa reportou que Aslam foi morto junto com alguns de seus comandantes em um ataque suicida em Aino Maina, na província de Kandahar, no Afeganistão, do outro lado da fronteira do Baluchistão.

Ninguém reivindicou responsabilidade pelas mortes e um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do Paquistão não respondeu a pedidos por comentário.

No mês passado, três agressores invadiram o consulado da China em Karachi, deixando quatro mortos. Forças de segurança mataram os três agressores que carregavam explosivos.