Topo

Presidente da Ucrânia ruma para maioria parlamentar inédita após vitória

22/07/2019 12h55

Por Maria Tsvetkova e Pavel Polityuk

KIEV (Reuters) - O presidente Volodymyr Zelenskiy parecia prestes a se tornar nesta segunda-feira o primeiro líder da Ucrânia desde a queda do comunismo a comandar com apenas um partido uma maioria no Parlamento, o que seria um endosso inédito para realizar as reformas prometidas.

A vitória de seu partido na eleição parlamentar antecipada de domingo coroa a ascensão meteórica do ex-comediante de televisão, que capitalizou a revolta generalizada com a corrupção entranhada e o nível de vida baixo em um dos países mais pobres da Europa.

Seu partido Servos do Povo, assim batizado segundo a série de TV satírica na qual interpretava um professor de história humilde que se torna presidente acidentalmente, caminhava para obter entre 246 e 249 das 424 cadeiras, segundo estimou sua sigla.

Isso daria ao líder de 41 anos o poder de decidir a composição do próximo governo e o controle sobre um Parlamento que era leal ao seu antecessor, Petro Poroshenko, e bloqueava sua pauta legislativa.

Desde que derrotou Poroshenko com grande vantagem na eleição presidencial de abril, Zelenskiy prometeu manter a Ucrânia em um caminho pró-Ocidente e solicitar ao Fundo Monetário Internacional (FMI) um novo programa de ajuda em troca de reformas.

Ele também se comprometeu a firmar uma paz duradoura em Donbass, região do leste na qual a guerra entre as forças de Kiev e separatistas armados apoiados pela Rússia matou 13 mil pessoas em cinco anos desde a anexação russa da península ucraniana da Crimeia em 2014.

Notícias