PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Rússia diz que suas forças agora têm controle total sobre a região ucraniana de Luhansk

03/07/2022 15h19

Por Tom Balmforth e Max Hunder e Simon Lewis

KIEV/KOSTYANTYNIVKA, Ucrânia (Reuters) - A Rússia disse neste domingo que suas forças haviam assumido o controle da região de Luhansk, leste da Ucrânia, depois de capturar Lysychansk, último reduto ucraniano.

Kiev disse que a teve que se retirar de Lysychansk para salvar as vidas de suas tropas.

O controle da região, um objetivo de guerra para a Rússia que é uma vitória política para o Kremlin após semanas de avanços lentos e muda o foco para a vizinha região de Donetsk, onde a Ucrânia ainda controla um território substancial.

Desde que abandonou o ataque à capital ucraniana Kiev, a Rússia concentrou sua campanha militar em Donbas, que inclui Luhansk e Donetsk. Os representantes separatistas apoiados por Moscou têm lutado lá desde a primeira intervenção militar russa na Ucrânia em 2014.

O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, informou ao presidente Vladimir Putin que Luhansk havia sido "libertada", disse o Ministério da Defesa, depois de a Rússia ter dito mais cedo que suas forças haviam capturado vilas ao redor de Lysychansk e cercado a cidade.

O ministro disse que as forças russas e seus aliados na área haviam "obtido o controle total sobre a cidade de Lysychansk".

O comando militar da Ucrânia disse que suas forças foram forçadas a recuar da cidade.

"A continuidade da defesa da cidade levaria a consequências fatais. Para preservar as vidas dos defensores ucranianos, foi tomada a decisão de retirada", disse o comando em comunicado nas mídias sociais.

As autoridades ucranianas, que dizem que as referências a "libertar" o território ucraniano são propaganda de guerra russa, relataram intensa artilharia em áreas residenciais.

"As forças ucranianas provavelmente conduziram uma retirada deliberada de Lysychansk, resultando na apreensão russa da cidade em 2 de julho", escreveram analistas do Instituto para o Estudo da Guerra, sediado em Washington, em uma nota.

Eles basearam sua avaliação em imagens mostrando as forças russas caminhando casualmente nos bairros do norte e leste de Lysychansk, dizendo que isso sugeria que poucas ou nenhuma força ucraniana permanecia. Eles disseram que as filmagens incluíam imagens postadas nas mídias sociais e geolocadas para confirmar onde foram filmadas.

A oeste de Lysychansk, a cidade ucraniana de Sloviansk foi atingida por poderosos bombardeios de vários lançadores de foguetes no domingo e muitas pessoas foram mortas e feridas, disse o prefeito da cidade, Vadim Lyakh.