PUBLICIDADE
Topo

Caminhão bate em hélice de helicóptero em operação policial no AC

Abinoan Santiago

Colaboração para o UOL, em Ponta Grossa

19/01/2020 12h25

Um caminhão que seguia na BR-346, no Segundo Distrito, em Rio Branco, colidiu com a hélice do helicóptero "Harpia 1", da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Acre. O acidente ocorreu ontem e deixou parte da tripulação da aeronave com ferimentos leves. O motorista do veículo e um passageiro também precisaram ser levados para uma unidade de saúde.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento exato do acidente. O helicóptero ainda está no solo com a hélice ligada, quando um caminhão atinge a aeronave ao tentar fazer o retorno na rodovia.

O secretário em exercício da SSP do Acre, Ricardo Brandão, confirmou, em nota, que a aeronave participava da operação "Fecha Fronteira" para tentar coibir ações supostamente criminosas em Rio Branco quando foi atingida por um caminhão durante o procedimento de decolagem.

"O Harpia 01 se preparava para levantar voo em uma barreira policial que reduzia a velocidade de veículos. Havia um tripulante da aeronave realizando todo o procedimento de segurança para a decolagem, quando um caminhão modelo baú se aproximou do local e colidiu com uma das hélices, causando o acidente", disse o secretário.

Na aeronave, estavam cinco militares da Polícia Militar do Acre, sendo dois comandantes e três tripulantes. Dois membros da tripulação sofreram ferimentos leves. O motorista e um passageiro do caminhão não chegaram a ser atingidos, porém também precisaram receber atendimento médico no pronto-socorro de Rio Branco.

O veículo transportava suprimentos hospitalares da Secretaria Estadual de Saúde do Acre.

"Todos os envolvidos no acidente estão fora de perigo ou risco de morte, houve apenas ferimentos leves. Dois tripulantes sofreram algumas lesões, foram encaminhados ao pronto-socorro de Rio Branco, juntamente com o motorista do caminhão e o passageiro. Todos estão bem", informou o secretário da SSP acreana.

De acordo com a SSP, não houve falha técnica nem pane na aeronave como causadoras do acidente. A documentação e manutenção do helicóptero estão regulares.

O motivo da colisão é investigado internamente pela SSP, que ainda acionou o Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 7), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), e a seguradora da aeronave.

Cotidiano