PUBLICIDADE
Topo

Vídeos

"Escobar Brasileiro" cita Lula na Hungria para evitar extradição ao Brasil

24/06/2022 13h26

Em uma espécie de audiência de custódia em Budapeste, na Hungria, onde foi preso na última segunda-feira (20), o narcotraficante Sérgio Roberto de Carvalho, 63, o Major Carvalho, disse ter medo de ser julgado no Brasil pelo mesmo tribunal que julgou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O narcotraficante chamado no Velho Continente de "Escobar Brasileiro", em referência ao megatraficante colombiano Pablo Escobar, se referia à Justiça Federal de Curitiba, onde responde a processo por tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro, e que condenou Lula em dois processos da Operação Lava Jato na primeira instância. As condenações foram depois a anuladas pelo STF (Supremo Tribunal Federal), que também entendeu que as ações contra o petista não deveriam ser analisadas em Curitiba. Lula, entretanto, respondeu ao processo na 13ª vara Federal de Curitiba, que era comandada pelo então juiz Sergio Moro. Já o processo contra o Major Carvalho, investigado na Operação Enterprise, deflagrada em novembro de 2020, está tramitando na 14ª Vara Federal de Curitiba e é presidido pelo juiz Marcus Holz.

Vídeos