Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Carrinho de compras: veja como o dinheiro público é gasto
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/110831contasgov_album.htm
  • totalImagens: 49
  • fotoInicial: 43
  • imagePath: http://n.i.uol.com.br/ultnot/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:direita
  • timestamp: 20120413145245
    • Governo Federal [13630];
    • gastos [13338]; Orçamento [13659];
Fotos
Carrinho de compras
Semanalmente, o site Contas Abertas divulga algumas compras feitas pela União, ou seja, utilizando dinheiro público. Segundo o site, "a intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social". Veja nas fotos a seguir algumas dessas compras Arte/UOL Mais
Móveis e eletrodomésticos
Os deputados federais estão com novos móveis e eletrodomésticos para gabinetes e apartamentos funcionais. A Câmara adquiriu 250 frigobares, ao custo de R$ 568,49 cada um, e quatro refrigeradores: dois de 330 litros (R$ 1.224,92 a unidade), um de 360 litros (R$ 1.446,99) e um de 390 litros (R$ 1880,49) Justin Sullivan/Getty Images/AFP Mais
Roupas da Presidência
A Presidência da República gastou mais de R$ 446 mil com roupas, sapatos e acessórios. Foram adquiridos ternos masculinos por R$ 236,5 mil e roupas femininas por R$ 8.300 Sergio Lima/Folhapress Mais
Carros para PM
A Polícia Militar do Distrito Federal investiu R$ 17,4 milhões na compra de 200 novos carros Alan Marques/Folhapress Mais
Sofás
A Câmara dos Deputados reservou R$ 187 mil para a aquisição de 480 sofás Sérgio Lima/Folhapress Mais
Carros para posse
No início do ano, a Presidência da República disponibilizou cerca de R$ 500 mil para locação de veículos que transportaram autoridades estrangeiras para a posse de Dilma Rousseff. No começo do ano, o órgão também reservou R$ 50 mil do Orçamento para a compra de pouco mais de 43 toneladas de alimentos para peixes, pássaros, avestruzes e até bezerros Rafael Andrade/Folhapress Mais
Fragmentadoras de papel
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) desembolsou R$ 20,1 mil para a compra de 48 fragmentadoras de papel, adquiridas pelo preço de R$ 419,41 cada uma. Os cortes são em formato de tiras ou em fragmentos, com capacidade de serem despedaçadas até dez folhas de papel de forma conjunta Alan Marques/Folhapress Mais
Camas
A Câmara dos Deputados incluiu na lista de compras 36 camas box e 144 camas de solteiro. O custo total chega a R$ 224,3 mil Zé Carlos Barretta/Folhapress Mais
Uísque
Para receber representantes políticos de outros países em eventos diplomáticos, o Itamaraty encheu o carrinho de compras e adquiriu 1.098 garrafas de uísque por R$ 70,5 mil Luiz Carlos Murauskas/Folha Imagem Mais
Tapete
O Senado Federal investiu na decoração da Casa e encomendou um tapete retangular medindo 22m², da marca Avanti, por cerca de R$ 8.000l. Também foram reservados R$ 331 mil para compra de armários embutidos Sérgio Lima/Folhapress Mais
Desodorizadores
Os banheiros da Câmara dos Deputados vão ganhar desodorização. A Câmara reservou R$ 6.900 para a prestação do serviço, que envolve a instalação e manutenção de desodorizadores de sprays automáticos. Também foram adquiridos três termômetros digitais do modelo Testo 104, pelo valor de R$ 310,33 cada um Marcelo Camargo/Folhapress Mais
Reforma em imóveis
Apartamentos destinados aos deputados federais passaram por reformas que custaram cerca de R$ 65 milhões. Cada imóvel está avaliado em R$ 2,5 milhões, sem possibilidade de venda. Em outra compra, a Secretaria de Administração da Presidência da República gastou R$ 22,8 mil em equipamentos de ginástica Marcelo Camargo/Folhapress Mais
Instalação de vidros
O Senado Federal gastou R$ 146 mil em eletrodomésticos: máquina de lavar, freezers, fogões e televisores LED de 55 polegadas entraram na lista da compra Divulgação Mais
Chá
A Câmara dos Deputados resolveu encomendar diversos tipos de chá pelo valor de R$ 3.746. Em outra compra, a Polícia Militar do Distrito Federal investiu R$ 17,4 milhões na aquisição de 200 novos carros Adriano Vizoni/Folhapress Mais
Copos
O Senado decidiu desembolsar cerca de R$ 5.440 para aquisição de 3.200 copos de vidro Rafael Andrade/Folhapress Mais
Sabonetes
Superior Tribunal de Justiça (STJ) também encomendou 3.840 unidades de sabonetes para os banheiros. No total serão gastos cerca de R$ 17 mil. Por sua vez, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) separou R$ 137,3 mil na aquisição de 400 bebedouros elétricos José Patrício/Arquivo Mais
Carnes
A presidência do Senado Federal reservou R$ 64 mil para a compra de produtos de açougue, frios e frutas. Todo o material é para a residência oficial da presidência do Senado, ou seja, para o senador José Sarney Ze Carlos Barretta/Folhapress Mais
Frutas
O Supremo Tribunal Federal (STF) reservou R$ 56,7 mil para aquisição de frutas. Não há informação sobre quantidades e tipos de frutas adquiridas Shutterstock Mais
Talheres
O Senado Federal reservou no orçamento cerca de R$ 1.400 para compras de talheres, pratos e guardanapos Luciano Amarante/ Folha Imagem Mais
Paraquedas
Comando da Brigada Militar de Infantaria Paraquedista gastou R$ 5,7 milhões com novos paraquedas Juca Varella/Folhapress Mais
Xícaras para café
O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) também foi às compras e reservou R$ 1.100 para aquisição de 200 unidades de xícaras para café, com pires na cor branca. Em outra compra, a Secretaria de Administração da Presidência da República gastou R$ 22,8 mil em equipamentos de ginástica Foto: Eduardo Knapp/Folhapress Mais
Poltronas
Os juízes do Supremo Tribunal Federal (STF) vão contar com poltronas novas. A entidade decidiu gastar cerca de R$ 107,7 mil para a compra de 55 poltronas, sendo 30 giratórias de modelo espaldar alto, no valor de R$ 2 mil cada uma Ueslei Marcelino/Folhapress Mais
Ração animal
A Presidência da República reservou no orçamento R$ 50 mil para a compra de pouco mais de 43 toneladas de alimentos para peixes, pássaros, avestruzes e até bezerros. Os animais estão espalhados pelas propriedades do órgão, como o Palácio da Alvorada, residência oficial da presidente em Brasília, Granja do Torto, também residência de Dilma Rousseff, e no Palácio do Jaburu, morada do vice-presidente Tuca Vieira/Folha Imagem Mais
Equipamentos de ginástica
A Secretaria de Administração da Presidência da República gastou R$ 22,8 mil em equipamentos de ginástica: flexor deitado horizontal (custo de R$ 4.000l), banco extensor (R$ 4.100), equipamento para panturrilha (R$ 3.400), máquina de glúteo (R$ 3.900l), banco para tríceps paralelo (R$ 3.500) e equipamento Graviton completo (R$ 3.900). Think Stock Mais
Carros alugados pelo Senado
No processo de licitação para substituir os carros dos 81 senadores por carros alugados, a previsão era que cerca de R$ 1,7 milhão fossem desembolsados. Com a desclassificação de duas empresas acusadas de conluio, a Casa optou pela terceira classificada na disputa, a LM Transportes, Serviços e Comércio Ltda, que vai receber cerca de R$ 1,9 milhão anualmente. Do valor referente à contratação para o período de setembro a dezembro de 2011, cerca de R$ 644,8 mil, já está reservado em orçamento; na imagem, o modelo de veículo que será alugado Edson Lopes Jr./Folhapress - 09.jul.2011 Mais
Coquetéis e restaurantes
O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) emitiu portaria que restringiu os gastos com diárias e transporte de conselheiros e servidores da instituição depois de denúncia que revelou despesas superiores a R$ 700 mil com festas e homenagens. O levantamento dos gastos do CNJ nos oito primeiros meses do ano foi feito pelo Contas Abertas, com base nos dados do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) Tadeu Brunelli / Divulgação Mais
Diárias em viagens
O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) emitiu portaria que restringiu os gastos com diárias e transporte de conselheiros e servidores da instituição depois de denúncia que revelou despesas superiores a R$ 3 milhões com diárias no Brasil e no exterior. O levantamento dos gastos do CNJ nos oito primeiros meses do ano foi feito pelo Contas Abertas, com base nos dados do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) Caio Cezar Nascimento/Folhapress Mais
Compra de kimonos
O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República adquiriu por R$ 22 mil 100 kimonos e 50 protetores de cabeça. Outro dispêndio do Gabinete foi com um seguro residencial para uma casa de três andares, seis quartos (dois deles para empregados), seis banheiros e pátio com piscina no valor de R$ 7,7 mil Bertrand Langlois/AFP Mais
Cadeiras novas no Senado
O Senado comprou 250 novas cadeiras no valor de R$ 140,3 mil e as aquisições foram feitas na Linear Moveis LTDA. São 16 cadeiras de espaldar alto (com apoio de cabeça) no valor total de R$ 38,9 mil, 30 cadeiras de espaldar pequeno (sem braços) custando R$ 12,9 mil, 150 cadeiras de espaldar pequeno (com braços) no montante de R$ 73,8 mil, 30 cadeiras para copa por R$ 6,6 mil e, curiosamente, 28 cadeiras para desenhista (com braços) que custaram cerca de R$ 12 mil Sergio Lima/Folhapress Mais
Luminárias
Senado comprou 115 luminárias ao custo total de R$ 48,9 mil. São 50 luminárias do tipo painel redondo de embutir, pelo custo unitário de R$ 425,26, e 65 abajures redondos e com acabamento branco, que custaram R$ 425,20. Karime Xavier/Folhapress Mais
Máquinas fotográficas
Senado gasta R$ 204,3 mil com máquinas fotográficas, aparelhos de barbear, óculos e até apicultores Rogerio Canella/Folhapress Mais
TVs
A Secretaria do STJ (Superior Tribunal de Justiça) gastou R$ 39,4 mil na compra de 26 TVs. Os novos aparelhos, que têm de 23 a 55 polegadas, deverão ser entregues até o final de janeiro de 2012 Filipe Redondo/Folhapress Mais
Monitores
Outro setor que foi renovado pelo STJ no início de 2012 foi o de informática. O órgão gastou R$ 2,1 milhões para a aquisição de 6.554 monitores de LCD de 21,5 polegadas Rodrigo Paiva/Folhapress Mais
Microcomputadores
Ainda sobre o STJ, o tribunal reservou R$ 5,8 milhões para a compra de 4.227 microcomputadores. A necessidade do órgão no setor deve ser grande, pois outros R$ 493,5 mil foram destinados à aquisição de outras 175 unidades. Todo o material de informática saiu pelo custo de R$ 8,4 milhões. A Secretaria do tribunal também gastou R$ 39,4 mil na compra de 26 TVs Mais
Notebooks
Já o STF (Supremo Tribunal Federal) comprou cem notebooks novos, da marca HP, no valor total de R$ 340 mil. No STJ, a secretaria do tribunal gastou R$ 39,4 mil na compra de 26 TVs Alessandro Shinoda/Folhapress Mais
Sofás
O STF também investiu em móveis. O tribunal gastou R$ 6,4 mil em três novos sofás de recepção de um e três lugares e empenhou ainda R$ 13,3 mil para a compra de outros nove sofás. Com a mesma necessidade, o Senado adquiriu novo mobiliário por R$ 106,1 mil. No STJ, a secretaria do tribunal gastou R$ 39,4 mil na compra de 26 TVs Cristiane Capuchinho/Folhapress Mais
Cortinas
O Senado reservou R$ 125,7 mil para compra e instalação de cortinas para as residências oficiais de senadores e funcionários em Brasília, assim como a residência oficial da Presidência do Senado, ocupada por José Sarney. O fornecimento será realizado a medida que houver necessidade. A Casa reservou também R$ 106,1 mil para a aquisição de novo mobiliário Eduardo Anizelli/Folhapress Mais
Vans
Mas quem lotou o carrinho de compras neste começo de ano foi o Superior Tribunal Militar (STM). O órgão destinou R$ 246,5 mil para a compra de duas vans zero-quilômetro, com capacidade para 16 pessoas. O STM reservou também R$ 25,3 mil para aquisição de nove depuradores (R$ 2,7 mil), dez refrigeradores (R$ 14,1 mil), nove liquidificadores (R$ 1.000) e 11 frigobares (R$ 7,6 mil) Michael S. Green/AP Mais
Cafeteiras
E as compras no STM não pararam por aí. Foram reservados ainda R$ 36,4 mil para a compra de três centrífugas de alimentos, seis cafeteiras elétricas profissionais, oito fornos elétricos, 13 microondas, oito sanduicheiras, oito televisões de 32 polegadas e outras oito de 40. Já o Senado reservou R$ 125,7 mil para compra e instalação de cortinas para as residências oficiais de senadores e funcionários em Brasília Keiny Andrade/Folhapress Mais
Cones
O Supremo Tribunal Federal (STF) gastou R$ 5,3 mil para a aquisição de 100 cones de sinalização viária; segundo exigência, os cones deverão ser na cor laranja e branca, além de resistentes ao mau tempo 24.nov.2010 - Tuca Vieira/Folhapress Mais
Camisinhas
Coincidência ou não, com a proximidade do Carnaval, o Ministério da Saúde empenhou, no fim de janeiro, 100 milhões de preservativos masculinos. As camisinhas vão custar R$ 7,2 milhões e atenderão ao Programa Nacional de DST/AIDS, desenvolvido pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST/AIDS e Hepatites Virais/SVS/MS 28.nov.2011 - Leticia Moreira/ Folhapress Mais
Festas
Gastos federais com festividades e homenagens chegaram à cifra de R$ 54,2 milhões em 2011. O montante é 19,5% maior do que foi desembolsado com as atividades em 2010, quando os dispêndios alcançaram R$ 45,4 milhões. O principal responsável pelo aumento de gastos com festividades e homenagens foi o Ministério da Cultura, que saltou de R$ 5,2 milhões em 2010 para R$ 11,3 milhões em 2011 Sérgio Lima/Folhapress - 03.01.2010 Mais
Carros
Depois da polêmica compra de 12 carros importados (Ford, modelo Edge) ao custo de R$ 1,76 milhão, a Secretária de Administração da Presidência da República comprou mais carros. A Pasta empenhou R$ 593,4 mil para a compra de 13 novos automóveis. Os carros são da marca Focus Sedan. Quem também entrou na onda automobilística foi o Supremo Tribunal Federal (STF), que desembolsou R$ 68,8 mil para contratar empresa para prestação de serviços de veículos blindados de representação Getty Images Mais
Obras de arte
O Tribunal Superior do Trabalho (TST) resolveu investir em obras de arte. O órgão reservou R$ 12,8 mil para a compra de um quadro plástico Romanelli, intitulado "Amanhecer em Porte Marbela - Gravura" (R$ 8 mil) e três gravuras abstratas, uma medindo 70 x 50 cm, do artista plástico Eduardo Sued, e outras duas 50 x 30 cm, da também artista plástica, Fátima Neves. As duas gravuras são emolduradas em madeira Geert Vanden Wijngaert/AP Mais
Mais sofás
A Abin reservou ainda R$ 11,4 mil para a compra de 15 mesas redondas de seis lugares (R$ 5,9 mil), dois sofás de dois lugares (R$ 2,3 mil), quatro sofás revestidos em tecido na cor violet red (R$ 2,1 mil) e dois sofás, também em tecido, mas na cor medium blue (R$ 1 mil) Antonio Gaudério/Folha Imagem Mais
Máquinas de lavar roupa
O Senado Federal adquiriu 30 máquinas de lavar roupa, ao custo unitário de R$ 810,00. Os eletrodomésticos que devem lavar a roupa suja dos senadores e funcionários do órgão são da marca Electrolux e custaram o valor total de R$ 24,3 mil aos cofres públicos, conforme a nota de empenho. A Casa comprou também 25 unidades de depurador exaustor de ar, de aplicação residencial. As novas aquisições somam o gasto de R$ 6,8 mil Apu Gomes/Folhapress Mais
Notebooks
Por R$ 3 mil cada unidade, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios comprou 339 notebooks Dell Latitude E 6420, totalizando mais de R$ 1 milhão em gastos Yasuyoshi Chiba/AFP Mais
Café
A Câmara dos Deputados contratou a prestação de serviços de empresa, com dispensa de licitação, para realizar análises macroscópicas e sensoriais de café em pó, torrado e moído, ao custo total de R$ 3,7 mil Zé Carlos Barretta/Folhapress Mais
Paletó
Pagar 15 salários anuais a deputados estaduais e federais e senadores custa caro ao contribuinte brasileiro, aponta levantamento do Congresso em Foco. O Congresso e 16 assembleias legislativas desembolsam R$ 252,5 milhões com o auxílio paletó ao longo de quatro anos de mandato. O dinheiro vai para o bolso de 1.315 políticos e serve para auxiliar os parlamentares na compra de seus paletós Ismar Ingber/Folhapress Mais

Carrinho de compras: veja como o dinheiro público é gasto

Veja mais: Últimas Notícias

Últimos álbuns de Notícias



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos